Voltar

Wanderley Crivellari, secretário de Assuntos Jurídicos do Sindicato de Londrina, e o advogado Luiz Barbieri Bedendo, esclareceram as dúvidas dos funcionários do Bradesco (Imagem: Revista Eletrônica Vida Bancária).

Sindicato reúne funcionários do Bradesco para esclarecer regras do PDVE

Em reunião realizada quarta-feira (9/08), no Auditório Joaquim Borges Pinto, da Sede Administrativa, diretores do Sindicato de Londrina e o advogado Luiz Barbieri Bedendo, da Advocacia Scalassara, esclareceram dúvidas dos funcionários e funcionárias do Bradesco a respeito do PDVE (Plano de Desligamento Voluntário Especial).

Este processo foi lançado pelo banco no dia 13 de julho, no mesmo dia em que foi sancionada por Michel Temer (PMDB) a reforma trabalhista, com o objetivo de receber pelo menos cinco mil adesões de bancários, mas, de acordo com informações do site Estadão/Broadcast, este número pode chegar a 10 mil, superando as expectativas.

"Esta plenária serviu para esclarecer algumas dúvidas específicas dos bancários e bancárias, notadamente sobre a quitação geral de direitos e as estabilidades provisórias", relata Wanderley Crivellari, secretário de Assuntos Jurídicos do Sindicato de Londrina.

Wanderley lembra que a assessoria jurídica do Sindicato realiza plantões diários, das 9h00 às 12h00, de segunda a quinta-feira, na Sede da entidade, para orientar a categoria a respeito dos seus direitos.

VEJA AS REGRAS DO PDVE DO BRADESCO

- Período para adesão: de 17 de julho a 31 de agosto/2017.

- Requisitos: estar aposentado pelo INSS por idade ou tempo de contribuição, ou estar apto a requerer o benefício; ou possuir, 10 anos ou mais de trabalho na “organização Bradesco” e, cumulativamente, pertencer ao quadro de empregados, na data da adesão, de uma das empresas ligadas, departamentos ou suas extensões.

- Para quem tiver estabilidade provisória no emprego, ter sido readmitido/reintegrado é necessária a apresentação de declaração de renúncia de próprio punho.

- Se tiver ação judicial em andamento a adesão se dará somente com a homologação do acordo judicial prevendo renúncia do direito.

- Será paga indenização de 0,60 da remuneração fixa do mês de junho de 2017, por ano trabalhado, limitado a 12 salários.

- Será feita a dispensa sem justa causa, com pagamento do aviso prévio, saldo de salário, 13° salário, férias, FGTS e indenização de 40% do FGTS.

- O Plano de Saúde será mantido pelo prazo máximo de 18 meses.

- Vale alimentação: será feito crédito equivalente a 6 meses.


Por Armando Duarte Jr.

Fonte: Revista Eletrônica Vida Bancária.

Advocacia Scalassara

- advocacia@scalassara.com.br

A Advocacia Scalassara & Associados, enquanto marca, nasceu em 06 de junho de 1994, em razão de desdobramento de escritório anterior, que tivera início em 1982/3, do qual o advogado Carlos Roberto Scalassara era um dos titulares.

   Outras Publicações de Advocacia Scalassara